Reunimos aqui 3 documentário que você não pode deixar de assistir!!

  • QUEM SOMOS NÓS? (WHAT THE BLEEP DO WE KNOW?) – 2004

a

Este documentário lhe fará refletir sobre seu modo de levar a vida, e suas atitudes diárias frente a QUAISQUER situações. É aquele tipo de filme que ao terminar, continuamos no sofá por um bom tempo pensado sobre a vida, e levantamos cheios de ideias sobre se tornar uma pessoa melhor. Este filme faz você perceber que você é quem escreve sua própria história.

 

Sinopse:

Amanda (Marlee Matlin) está numa fantástica experiência ao estilo “Alice no País das Maravilhas” enquanto seu monótono cotidiano começa a se desmanchar. Esta situação revela o incerto mundo escondido por trás daquilo que se costuma considerar realidade. Amanda mergulha num turbilhão de ocorrências caóticas que revelam um profundo e oculto conhecimento do real. Ela entra em crise e questiona o sentido da existência humana.

 

  • PRA LÁ DO MUNDO – 2013

b

É um documentário muito bom para conhecermos mais essa realidade de comunidade  sustentável. É de abrir a mente e quebrar tabus. Ao terminar o filme a ideia de se desprender deste sistema capitalista caótico não é mais tão utópico.

 

Sinopse:

Em uma região próxima da Chapada Diamantina, vive um grupo formado por pessoas de diversas nacionalidades, que têm um objetivo em comum: fugir da vida materialista e capitalista das grandes cidades. Este documentário analisa este lugar deslumbrante, mostrando a rotina destas pessoas e os limites desta prática ideológica.

 

 

  • ILHA DAS FLORES – 1989

c

Um curta-metragem MUITO atual, vale a pena assistir para entender pra onde as coisas vão depois de serem descartadas no lixo. A linguagem é bastante didática. Qual é a diferença entre tomates, porcos e seres humanos? Vale a pena conferir!

 

Sinopse:

Este filme retrata a sociedade atual, tendo como enfoque seus problemas de ordem sociais, econômicas e culturais, na medida em que contrasta a força do apelo consumista, os desvios culturais retratados no desperdício, e o preço da liberdade do homem, enquanto um ser individual e responsável pela própria sobrevivência. Através da demonstração do consumo e desperdício diários de materiais (lixo), o autor aborda toda a questão da evolução social de indivíduo, em todos os sentidos. Torna evidente ainda todos os excessos decorrentes do poder exercido pelo dinheiro, numa sociedade onde a relação opressão e oprimido é alimentada pela falsa idéia de liberdade de uns, em contraposição à sobrevivência monitorada de outros.

 

Obrigada pela leitura!

Gostou? Comente aqui em baixo

Ajude-nos a disseminar a paz, amor e conhecimento

Curta nossas páginas e compartilhe com seus amigos =)

Será que eles vão gostar também?!